quinta-feira, 3 de junho de 2010

U.S Mangá

Yo amigos, aqui é o seiyaknight.
Chegamos a mais um feriado e provavelmente muitos terão um dia monótomo sem conseguir decidir o que fazer. Para ajuda-los a ter um dia melhor, irei mostrar um bloco saudosista da incrível emissora Rede Manchete, e que muita gente nem deve saber que existiu.


U.S Mangá

U.S. Manga ou U.S. Manga Corps do Brasil foi um programa que apresentava animes OVA da distribuidora americana "U.S. Manga Corps" e nome do seriado ficou U.S. Mangá por ser este o distribuidor americano dos desenhos nos EUA e no Brasil.


A história do U.S Mangá

Além de abrir as portas da televisão brasileira para a animação japonesa, o anime Cavaleiros do Zodíaco ensinou uma coisa muito importante aos programadores das emissoras de televisão: que os adultos também vêem desenho animado. No auge do sucesso de Seiya e cia, era possível observar que os adultos também paravam na frente da tv para acompanhar as aventuras dos heróis, tanto quanto a o público infantil que consumia os produtos do anime.
De olho nesse novo filão (animes geravam muito lucro por causa da venda dos produtos relacionados a eles) a Manchete resolveu destinar uma faixa da sua programação para a exibição de animações voltadas para um público mais maduro.
Diante desta situação, a distribuidora Premiere foi até aos EUA de forma muito empolgada, e chegando lá comprou um pacote de animes da distribuidora US Mangá Corps. Só que ao invés de trazerem os "animes top" da US Mangá como Lodoss War...

optou-se por comprar o que era mais barato pra poderem adquirir mais títulos (apesar de que na minha opinião isso não influenciou em nada, já que foram exibidos grandes animes no bloco U.S Mangá). Porém várias séries vieram incompletas, como Gall Force (que além das duas séries exibidas pela Manchete ainda tinha uma anterior que não veio no pacote) e Iczer.
Depois de adquirir os tais animes a Premiere chegou e vendeu tudo para a Manchete, que estava ansiosa pra colocar alguma novidade no ar já que não havia mais episódios inéditos das séries exibidas na época (Cavaleiros do Zodíaco, Shurato e Samurai Warriors). A idéia inicial era exibir esses títulos na televisão e posteriormente lançá-los em vídeo para a venda direta ao consumidor. Foi então que nasceu o U.S. Mangá Corps do Brasil, estreando no segundo semestre do ano de 1996. A versão brasileira do U.S. Mangá contou com uma música cantada em português. Curiosamente, o toque de fundo dessa música é o primeiro tema do anime Project A-Ko (lançado em vídeo no Brasil no início dos anos 90 pela Top Tape com o inusitado título de Supernova) e é usado como tema de todos os traillers da US Mangá nos EUA.

Abertura brasileira do U.S Mangá

PS: chorei aqui assistindo isso T.T

Para quem se lembra, a primeira serie exibida na sessão foi Detonator Orgun, seguido por Genocyber, Zeoraymer, Gall Force, MD Geist... Como eram animes de conteúdo pesado, foram cortados. Todas as cenas que apareciam alguma parte "íntima" foram cortadas. E como a maioria das produções tinha em torno de cinqüenta minutos, eram espremidas até ficarem com algo em torno de 45 minutos, pois a Manchete inseria três blocos de comerciais de 5 minutos cada. Os animes mais prejudicados com esse "modelo de trabalho" foram os títulos que a Manchete "comprou por fora" e os colocou no programa como Fatal Fury e Samurai Shodown.
Em meados de 1997, a segunda fase do US mangá se iniciava. E prometia muito anime de qualidade. Akira, Gunsmith Cats e 3x3 Eyes já estavam certos e tudo parecia flores. Mas dois motivos fizeram com que tudo naufragasse:

- Primeiro: a Premiere pulou fora.
Motivo: as fitas que haviam sido lançadas (Genocyber, Detonator Orgun e Zeorymer) foram um fiasco nas vendas e não havia porquê investir em algo que não desse retorno.

- Segundo e mais importante: a audiência estava aquém das expectativas da Manchete e os anunciantes não mais se interessavam pela programação "infantil" da emissora.
Com isso, além de sair do ar deixando séries incompletas (como Battle Skiper que não teve seu último episódio exibido), várias produções permaneceram inéditas, mesmo tendo seus direitos de exibição no Brasil como 3x3 Eyes e Gunsmith Cats. Esse último, quem teve sorte pôde vê-lo na Locomotion em meados de 2000/2001 com o título "Gatas Atiradoras".

Apesar do fracasso, o U.S. Mangá abriu portas para iniciativas parecidas como a sessão Japanimation do Multishow. Sim meu caro, houve uma época em que a Multishow exibia coisas além de Big Brother. Coincidentemente ou não, o Japanimotion entrava ao ar todas as sextas, mas bem mais cedo que o U.S. Mangá da Manchete, por volta das 15:30. Nele foram exibidos os remakes de O Oitavo Homem, Babel II, Dominion Tank Police, Macross Plus e o clássico Wings of Honeamise. O Japanimation durou quase três anos, mas não passou disso, promovendo reprises sem fim das séries já citadas.
Com a entrada da Locomotion no ramo da animação adulta, várias produções de peso foram exibidas. A quantidade é tão grande que fica quase impossível listá-los aqui. Hoje, em tempos de vacas magras o anime perdeu muito espaço na TV e cada vez mais é visto pela internet, a salvadora de muitos fãs de anime.
Apesar da desorganização, podemos afirmar que o U.S. Mangá foi um investimento bem intencionado, pois pudemos conhecer boas produções que em tese nunca seriam exibidas em nossa telinha. Com isso percebemos que é possível sim investir em coisas novas, só basta um pouco de vontade.


uma relação com o nome de algumas animações japonesas mostradas nessa série e um pequeno resumo sobre as obras


Detonator Orgun - Detonator Orgun (em japonês: DETONATORオーガン,デトネイターオーガン) é uma série anime OVA de três episódios dirigida por Masami Obari. Foi lançada no Japão no início da década de 90 pela AIC. A história da série se passa no distante ano 2292 e apresenta elementos de ficção científica e mecha.


Onde Baixar:

Aqui










MD Geist - M.D. Geist (em japonês: 装鬼兵MDガイスト, Sokihei M.D. Geist)
é um anime / mangá sobre um mundo pós-apocalíptico. A série é extremamente violenta, não raro apresentando cenas explicitas de esquartejamento e estripação de pessoas. Um soldado desenvolvido para ser quase indestrutível precisa enfrentar incríveis ameaças militares para defender o planeta em um futuro apocalíptico.



Onde baixar: Aqui










Genocyber - Genocyber (em japonês: ジェノサイバー, Genocyber) é uma série de ficção científica, originalmente lançada em mangá pelo mangaká Tony Takezaki em 1993. No ano seguinte, a obra serviu de base para uma série de anime produzido pelo estúdio Artmic em parceria com a Bandai Visual e lançada diretamente para mercado de vídeo.



Onde Baixar: Aqui









Gall Force - Gall Force (em japonês: ガルフォース) é uma série de animes de ficção científica do estúdio Artmic, e com produção da Youmex e AIC. O primeiro lançamento foi em 1986, com o longa "Gall Force: Eternal Story". No ano seguinte, teve inicio o lançamento das séries OAV: "Destruction" (1987); "Stardust War" (1988); "Rhea Gall Force" (1989) ; "Earth Chapter" (1989, 1991) e "The Revolution" (1996).



Onde Baixar: Aqui







Colaboração para a matéria: Angelo

Agradecimentos de seu anfitrião, seiyaknight
Ja nee

2 comentários:

  1. Brother, parabém pelo blog, sou um fanzaço de animes e assiti todos que passaram nessa época, eu queria saber se você tem os outros para baixar...
    novamente parabém e fique com Deus.

    reinaldo.leopoldo@gmail.com

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo trabalho!! Gostaria de saber se Você saberia me dizer o nome da música do Us manga? Sei que é cantada pela Sara Regina, mas o nome da música mesmo é que gostaria de saber!

    pessoasboas@gmail.com

    ResponderExcluir